Menu
RSS

 



Ciclo Luís Galvão Teles na RTP 2

O mês de janeiro será dedicado ao cineasta português Luís Galvão Teles, que contará com um ciclo na RTP 2.

Serão exibidos quatro filmes que espelham bem a sua longa e diversificada carreira, entre as quais a estreia em televisão aberta do seu primeiro filme, A Confederação, uma ficção cientifica que reimagina um país que após a Revolução dos Cravos é mergulhado numa Ditadura Militar. Recorrendo a imagens de arquivo em cumplicidade com a ficção, Galvão Teles cria uma das obras mais vincadas da chamada vaga do cinema militante português que abraçou a nossa cinematografia nos anos 70. A Confederação é atualmente visto como uma espécie de primo lusitano da literatura distópico-politica 1984 de Georges Orwell. O filme será transmitido no dia 6 de janeiro pelas 00h15.

Dia 13, pelas 23h15, é exibido A Vida é Bela.!?, uma comédia de forte componente politica, onde somos presenteados com a figura do Hipólito de Ó (Nicolau Breyner), um magnata “trafulha” que tenta sobreviver a um país marcado por diversas passagens do seu sistema político-social. Galvão Teles indicia um filme que satiriza para além das óbvias temáticas, a própria popularização do cinema, invocando o escapismo do “povo”, nomeadamente as Revistas de Teatro, como caricaturas ideológicas de uma politica instável. Foi um dos grandes sucessos de bilheteira do cinema português.

Elas

Já na sexta-feira seguinte (dia 20 pelas 23h45) surge-nos Elas, que conta com um casting internacional de luxo (Miou-Miou, Carmen Maura, Marthe Keller, Marisa Berenson, Guesch Patti e Joaquim de Almeida). Trata-se de uma comédia dramática sobre um grupo de mulheres na casa dos 40 que se encontram unidas por uma amizade inexplicável. Elas é hoje tido como um dos filmes portugueses com maior sucesso no estrangeiro.

Para terminar o ciclo, Dot.com, outra comédia que funcionou nas bilheteiras portuguesas. O choque tecnológico indiciado pela criação de um website na terra Águas Altas que cria tamanho alvoroço, a nível nacional, tudo porque uma multinacional sediada em Madrid quer reclamar o nome do site de forma a lançar uma água com o mesmo nome. Contando com argumento do seu filho, Gonçalo Galvão Teles, que viria a tornar-se desde então um habitual colaborador - quer na escrita como na realização-, Dot.com questiona a pacifismo de uma Península Ibérica que vivera em tempos uma “adormecida rivalidade”. Passa pelo canal no dia 27 de janeiro, pelas 23h45.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Secções

Contactos

Quem Somos

Segue-nos