Menu
RSS


Peter Jackson restaura e dá cor a mais de 100 horas de filmagens da Primeira Guerra Mundial

 

O realizador Peter Jackson, mais conhecido por dar vida à Terra-média de JRR Tolkien nas trilogias O Senhor dos Anéis e O Hobbit, restaurou e deu cor a mais de 100 horas de imagens originais da Primeira Guerra Mundial, as quais pertenciam ao Imperial War Museum da Grã-Bretanha, um trabalho executado para a concretização do documentário They Shall Not Grow Old.

Com um total de 90 minutos, esse documentário foi até convertido para 3D e terá a sua estreia no dia 16 de outubro no Festival de Cinema de Londres. A narração  é fornecida por veteranos da guerra, tendo o cineasta usado gravações executadas em1964 por 120 homens que lutaram na Primeira Guerra Mundial.

 

"A Primeira Guerra Mundial, para o bem ou para o mal, é definida na imaginação das pessoas pelas imagens que são usadas em todos os documentários e parecem horríveis, por razões óbvias", disse Jackson à ITV News, acrescentando que acha que este o melhor presente que pode dar é este filme e a restauração das filmagens. "Queria atrair esses homens para o mundo moderno, para que eles possam recuperar a sua humanidade mais uma vez - em vez de serem vistos apenas como figuras ao estilo Charlie Chaplin em filmes vintage", disse Jackson ao BFI. 



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos