Menu
RSS


De amigas a inimigas. Asia Argento ameaça Rose McGowan com tribunal

Depois de terem sido aliadas no movimento #MeToo, após serm alegadamente vítimas de Harvey Weinstein, Rose McGowan distanciou-se de Asia Argento depois das alegações de agressão sexual feitas pelo ex-ator Jimmy Bennett contra a atriz italiana. 

27 de agosto, McGowan divulgou um comunicado afirmando que o seu parceiro, Rain Dove, recebeu mensagens de texto de Argento que confirmavam uma relação sexual com Bennett, e que Argento até recebeu do jovem fotos nuas não solicitadas desde que ele tinha 12 anos.

Agora, Argento Asia Argento ameaçou tomar medidas legais contra Rose McGowan caso ela não se retratasse nas redes sociais: "Cara @RoseMcGowan. É com um genuíno pesar que estou lhe dando 24 horas para se retratar e se desculpar pelas mentiras horrendas feitas contra mim na sua declaração de 27 de agosto. Se você não o fizer, não terei outra opção senão tomar medidas legais imediatas. ", escreveu a italiana no Twitter.

 

Recorde-se que Asia Argento afirmou a 21 de agosto que nunca teve "qualquer relação sexual" com o homem que a acusou de o molestar quando este era menor de idade. A atriz italiana disse ainda que foi o seu namorado, o falecido Anthony Bourdain, que lhe pediu que ela concordasse com um acordo financeiro, terminando assim com o que ela define como uma "perseguição longa" perpetrada por Jimmy Bennett. Mais tarde, a atriz afirmou mesmo que foi Bennett o agressor. 

Argento afirmou ainda que o seu acusador era "considerado perigoso" por Bourdain e que os 380 mil dólares seriam uma maneira de "lidar compassivamente com o pedido de ajuda de Bennett". A atriz mostrou-se ainda "profundamente chocada e magoada por ter lido notícias absolutamente falsas", referindo-se a uma peça no New York Times detalhando o acordo e a alegação que Bennett teria sido agredido sexualmente por ela em 2013, e que durante anos esteve "ligada a [Bennett]apenas por amizade", a qual terminou quando este exigiu dinheiro dela no auge das investigações sobre Harvey Weinstein.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos