Menu
RSS

 



Dezenas de cineastas pedem a libertação imediata do realizador Oleg Sentsov

A Sociedade de Cineastas Franceses (SRF), que organiza a Quinzena dos Realizadores no Festival de Cinema de Cannes, lançou uma campanha que pede novamente a libertação imediata de uma prisão russa do cineasta ucraniano Oleg Sentsov (na imagem). Numa carta publicada no seu site, dezenas de cineastas, incluindo Miguel Gomes, Todd Haynes, Lucas Guadagnino, William Friedkin, Lynn Ramsay, Claire Denis e os irmãos Dardenne pediram à Europa e ao resto do mundo para “usar todos os meios que possuem” para obter a libertação imediata de Oleg Sentsov.

Envolvido no apoio aos protestos Euromaidan de 2014 em Kiev, Sentsov opôs-se à anexação da Criméia pela Rússia, sendo detido pelo Serviço de Segurança Federal da Federação Russa em maio de 2014 com a acusação de apoio e organização de um ataque terrorista. Quando o julgamento começou - em julho de 2015 - a principal testemunha do caso afirmou que as suas palavras na época foram “dadas sob pressão e coação”. No mês seguinte, Sentsov foi condenado a 20 anos de cadeia, iniciando uma greve de fome a 14 de maio deste ano.

"Se nada for feito, Oleg Sentsov vai morrer(...) Se Oleg Sentsov morrer hoje, não é apenas Vladimir Putin, mas a França, a Alemanha e a Europa como um todo, que ficariam manchadas de sangue", diz a carta, que conta ainda com um vídeo de Jacques Audiard a pedir a libertação do cineasta e ativista.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos