Michael Caine não volta a trabalhar com Woody Allen - C7nema
Menu
RSS

 



Michael Caine não volta a trabalhar com Woody Allen

Michael Caine é o mais recente nome a expressar publicamente que não voltará a trabalhar com Woody Allen. Recordamos que o ator integrou o elenco de Hannah and her Sisters, papel que lhe valeu o Óscar de Melhor Ator Secundário. Caine contracenava com o próprio Woody Allen, Mia Farrow e Diane West.

Em entrevista à The Guardian, o ator revelou: "Sou um membro da NSPCC [Sociedade Nacional para a Prevenção da Crueldade às Crianças] e tenho opiniões muito fortes em relação à pedofilia. Eu não posso aceitar [a alegação], porque amei Woody e fiquei maravilhosamente com o tempo que passei com ele. Até o apresentei a Mia [Farrow]. Não me arrependo de trabalhar com ele, o fiz com total inocência; mas eu não trabalharia com ele novamente, isso não."

Recorda-se que em causa estão as acusações dirigidas ao cineasta por parte da sua filha adotiva, Dylan Farrow, que alega ter sido molestada aos 7 anos de idade por Allen. O realizador sempre negara as ditas acusações, salientando num comunicado enviado à CBS que a reivindicação de abuso sexual "foi investigada minuciosamente pela Clínica de Abuso Sexual Infantil do Hospital Yale-New Haven e pelo New York State Child Welfare. Ambos fizeram isso durante muitos meses e concluíram de forma independente que nenhum ato de abuso ocorreu. Em vez disso, eles acreditavam que uma criança vulnerável tinha sido treinada para contar a história que a mãe queria durante uma disputa contenciosa no tribunal."

Os atores Colin FirthTimothée Chalamet, Peter Sarsgaard, Jeff Daniels, Ellen Page, Greta GerwigMira Sorvino, Griffin Newman, David Krumholtz e Rebecca Hall e muitos mais vieram a público apoiar as alegações de Dylan Farrow.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos