Menu
RSS


Reconstituição do massacre de Utøya chega à Berlinale


Foi apresentado no Festival de Cinema de Berlim Utøya 22. juli, um filme em tempo real - e constituído por um plano sequência de 72 minutos - sobre o massacre perpetrado pelo terrorista de extrema direita, Anders Behring Breivik, a 22 de julho de 2011.

Focando-se na personagem de uma jovem, Katja, o filme mostra as tentativas dos jovens em escapar do homem armado e a antreajuda entre as vítimas, isto enquanto tentam perceber o tipo de ataque que estava a ocorrer. A fita também aborda a razão porque demorou tanto tempo para que as autoridades norueguesas chegassem à ilha. "Eu não queria criar novas feridas deixando o som dos tiros fosse ouvido no continente", disse Erik Pope, acrescentando que o seu objetivo era ajudar as pessoas"no processo de cura", tendo uma equipa de psicólogos estado à disposição antes e depois das filmagens.

 Falando na estreia mundial em Berlim, a sobrevivente e conselheira do cineasta, Ingrid Endredrud, frisou a importância deste projeto para capturar ao que "o extremismo de direita pode levar."

Ingrid, que aquando do massacre tinha 17 anos, disse ainda que só conseguiu contar a sua experiência "com uma grande distância" e que o filme "pode oferecer uma parte importante da história da Noruega".

Vale a pena referir que duas outras obras sobre o ataque de Utøya estão em desenvolvimento: um filme sueco, Reconstructing Utøya, que segue cinco sobreviventes que explicam como escaparam ao ataque; e uma série de televisão.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos