Menu
RSS


Kim Ki-duk fala em Berlim sobre a polémica da sua presença

 

 

A conferência de imprensa de Kim Ki-duk em Berlim, em torno da apresentação do seu novo filme,  Human, Space, Time and Human, naturalmente ganhou contornos fora do âmbito do filme já que era a sua primeira declaração em torno da decisão judicial sobre a agressão a uma uma atriz nas filmagens do filme Moebius, de 2013.

O controverso cineasta sul-coreano tornou-se um alvo da campanha #MeToo quando o Festival de Cinema de Berlim foi acusado de hipocrisia por selecionar a sua obra para a secção Panorama. 

Kim respondeu diretamente à primeira pergunta: "Há um caso lamentável, que aconteceu há quatro anos. Expliquei e respondi em tribunal. O promotor público identificou a minha bofetada na atriz como problemática ", disse Kim. O tribunal multou Kim, mas descartou acusações de agressão sexual. "Nós estávamos ensaiando uma cena, com muitas pessoas presentes. A minha equipa não achou que [a situação] foi inadequada na época. A atriz interpretou isso de forma diferente (...) Houve uma decisão. Eu não concordo inteiramente com ela, mas assumi a responsabilidade. E tais decisões são parte do processo de mudança da indústria cinematográfica ".

Embed from Getty Images

Questionado se gostaria se desculpar pelo incidente da bofetada, Kim respondeu de forma desafiante: "Não. Acho lamentável que isso tenha se tornado um processo judicial ". "As interpretações deste incidente foram diferentes. Expliquei tudo ao promotor público. Eu aceito essa decisão", disse Kim quando lhe perguntaram se iria mudar o seu comportamento nas filmagens.

Já a atriz Mina Fujii -que participou no filme apresentado na Berlinale - disse que "Trabalhar com Kim Ki-duk foi muito agradável. Isso pode surpreender muitas pessoas, mas nós falamos muito antes das filmagens. Kim não tratou os homens ou as mulheres de forma diferente no set. Todos fomos tratados com grande respeito".

 



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos