Menu
RSS

 



Clímax: novo filme de Gaspar Noé conquista Méliès d'or

Este ano, o Sitges - Festival Internacional de Cinema Fantástico da Catalunha, foi o evento escolhido para apresentar os prémios Méliès d'or. Os Prémios Méliès d'or e Méliès d'argent são entregues todos os anos à melhor longa e curta metragem europeia, reconhecendo a qualidade e a criatividade e gerando uma visibilidade única para os filmes e realizadores. 

Climax, o novo filme de Gaspar Noé, foi o escolhido na categoria de longa-metragem, enquanto Clanker Man, de Ben Steiner, recebeu o prémio de melhor curta. Foi também entregue o prémio Méliès d’or à carreira de Álex de la Iglesia - pela sua contribuição ao género fantástico. 

A cerimónia de entrega do Méliès d'Or decorreu esta quinta-feira, 11 de outubro, às 16h30, no Auditório Meliá Sitges, antes da exibição de The Year of the Plague, de Carlos Martín Ferrera).

Em Climax, o realizador de Irreversivel e Love viaja até aos anos 90. Aí seguimos um grupo de dançarinos que juntam-se para um ensaio de três dias num internato localizado no coração de uma floresta para compartilhar uma última dança. Eles fazem então uma festa em torno de uma grande tigela de sangria. Rapidamente, a atmosfera muda. Se é óbvio que foram drogados, não sabem por quem nem o porquê. Em breve eles ficarão incapazes de travar as suas neuroses e psicoses, adormecidas pelo hipnótico e crescente ritmo da música eletrizante. "E enquanto alguns se sentem no paraíso, a maioria deles mergulha no inferno".

Climax estreia em Portugal em 2019.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos