Menu
RSS


Mark Millar: "As personagens da DC Comics não são cinematográficas"

 

O premiado autor de banda desenhada escocês Mark Millar - conhecido por trabalhos como Kick-Ass e Kingsman - afirmou numa entrevista ao Yahoo que as personagens da DC Comics não são boas para o Cinema.

"As personagens não são cinematográficas e eu digo isto como um enorme fã da DC e que prefere as suas personagens às da Marvel. Superman, Batman e Wonder Woman são alguns dos meus favoritos, mas acho que essas personagens, com a exceção do Batman, não são focadas na sua identidade secreta, mas nos seus super-poderes que têm. As personagens da Marvel tendem a se centrar em torno da personalidade de Matt Murdock ou Peter Parker ou de um indivíduo X-Men. É tudo sobre a personagem. Na DC, fora Batman, não é sobre a personagem. Com o Batman, você pode compreendê-lo e se preocupar com ele, mas com alguém como o Green Lantern, ele tem um anel que lhe permite criar manifestações físicas 3D e plasma verde através de pensamentos, mas é alérgico à cor amarela! Como é que você faz um filme com isso? Em 1952, isso fazia todo o sentido, mas agora a audiência não faz ideia do que é isso.

As pessoas vão me chatear por causa disto, mas acho que é evidente. Vimos grandes realizadores, grandes escritores e grandes atores, toneladas de dinheiro atirados a eles, mas os filmes não estão a funcionar. Acho que eles estão muito longe daquilo que eram quando foram criados. Sente-se algo um pouco velho neles, as crianças olham para essas personagens e não as sentem muito "cool". Mesmo o Superman, e eu amo o Superman, pertence a uma América que já não existe. Ele representa a América do século XX e foi nesse século que ele atingiu o auge."

Já quando questionado de o filme Logan estar nomeado a melhor argumento adaptado [o comic original foi escrito por Millar], o autor disse que ainda não tinha pensado bem no assunto, admitindo que está satisfeito por todos os envolvidos: " Eu escrevi o Old Man Logan em 2008 e The Ultimates de 2002 a 2006. Para mim isso parece que foi no liceu e que agora acabei a universidade. Foi um período adorável da minha vida, que olho para trás com carinho, mas não há interesse em regressar a ele. Eu vejo quase a Marvel [hoje em dia] como competição, e quero substituí-los em vez de celebrá-los!" 



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos