Menu
RSS


O que se pode esperar da Berlinale 2019

Está a chegar ao fim o reinado de Dieter Kosslick, o diretor artístico da Berlinale, que realiza a sua próxima edição, a de número 69, de 7 a 17 de fevereiro. Nenhuma das atrações do evento fora divulgada, sequer quem vai presidir o júri do Urso de Ouro de 2019. Mas existe já muita especulação acerca de seu cardápio autoral. Confira a seguir quais são as longas-metragens mais cotadas para estar no evento cinematográfico mais badalado da capital alemã:

DOMINÓ: Depois de muitos conflitos de produção, Brian De Palma concluiu enfim o seu thriller ambientado em solo escandinavo. Nikolaj Coster-Waldau (de Game of Thrones) vive um policial empenhado em se vingar do assassino do seu parceiro; 

ELISA Y MARCELA: Com o apoio da Netflix, a catalã Isabel Coixet reconstitui a história do primeiro casamento homoafetivo com reconhecimento oficial da Espanha, ocorrido em 1901. As duas noivas sofreram toda a sorte de preconceito até que uma delas mudou a sua identidade social, assumindo um nome de homem, a fim de disfarçar a sua sexualidade;

AS FILHAS DO FOGO: Às voltas com o calvário de saúde do seu ator (e amigo) Ventura, Pedro Costa finaliza, as duras penas, este drama sobre a dona Vitalina Varela, uma imigrante que luta para preservar os sonhos que cultivou na África;

CONVOI EXCEPTIONNEL: Após um hiato de quase dez anos de ausência nos grandes ecrãs, Bertrand Blier, um campeão de bilheteria do cinema francês das décadas de 70 e 80, regressa ao ativo em uma comédia sobre um homem que descobre ser tema de um guião de filme: ou seja, percebe que a sua vida não passa de uma cruel ficção. Gérard Depardieu está no elenco;

RADEGUND: Terrence Malick pede licença a Deus para dar um tempo aos seus dramas de tom transcendental a fim de regressar à Segunda Guerra Mundial (ambiente de seu genial The Thin Red Line) e rodar a saga de um herói austríaco que combateu nazis. August Diehl (de Young Karl Marx) assume o papel central;

GEORGETOWN: O oscarizado ator austríado Christoph Waltz estreia na realização, filmando a saga de um alpinista social (vivido por ele mesmo) que se casa com uma ricaça (Annette Bening) a fim de se dar bem na vida e fazer carreira política;

TO THE ENDS OF THE EARTH: O prolífico Kyioshi Kurosawa, mestre japonês do terror, investe de novo no drama para rodar o conflito existencial de uma mulher que faz vídeos de viagem. Em uma jornada ao Uzbequistão, as suas certezas sobre si são postas à prova;

LES ENNEMIS: Três anos depois de ter brilhando em solo alemão com Quando n a 17 ans, André Téchiné aposta numa discussão judicial a partir do dilema de uma mulher (Catherine Deneuve) cujo neto é declarado inimigo do Estado;

OVERGOD: Realizador do genial Boi Neon (Prémio do Júri em Veneza, em 2015), Gabriel Mascaro faz uma radiografia do fundamentalismo religioso no Brasil. Dira Paes está no elenco;

I WAS HOME, BUT...: A atriz e cineasta alemã Angela Schanelec (de Marseille) narra a história do desaparecimento de um estudante: quando ele volta para casa, após uma inexplicável ausência, os seus pais e professores entram em crise.     



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos