Menu
RSS

 



Bruno Dumont distinguido no Festival de Locarno

O cineasta Bruno Dumont vai receber o Pardo do Onore Manor na 71ª edição Festival de Locarno. Esta distinção foi criada há 28 anos e visa mestres do cinema contemporâneo, encontrando-se nos seus premiados nomes como Manoel de Oliveira, Bernardo Bertolucci, Ken Loach, Jean-Luc Godard, Abbas Kiarostami, Terry Gilliam, Aleksandr Sokurov, William Friedkin e Alain Tanner. No ano passado, a distinção coube a Jean-Marie Straub e Todd Haynes.

Nascido em Bailleul, na parte francesa da Flandres, em 1958, Bruno Dumont é um dos diretores mais originais da cena internacional de hoje, destacando-se filmes na sua cinematografia como La vie de Jésus (1997), Hadewijch (2009), Fora, Satanás (2011) e Ma Loute (2016).

O cineasta francês estará presente na Piazza Grande durante o Festival de Locarno, no sábado, 4 de agosto, para a estreia mundial da minissérie Coincoin e z'inhumains, a sequela de O Pequeno Quinquin. Esta homenagem também incluirá exibições de vários títulos em sua filmografia. No domingo, 5 de agosto, o público poderá vê-lo num painel de discussão no Spazio Cinema.

Para Carlo Chatrian, Diretor Artístico do Festival de Locarno, "Bruno Dumont é um dos diretores que melhor caracterizam o cinema do século XXI. Os seus filmes estão profundamente enraizados na tradição filosófica, literária e cinematográfica e, no entanto, são voltados para o futuro ao mesmo tempo; eles são a melhor resposta possível para aqueles que afirmam que o cinema não tem mais nada a descobrir"

O Festival de Locarno terá lugar de 1 a 11 de agosto de 2018.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos