Festival de Berlim homenageia Willem Dafoe - C7nema
Menu
RSS

 



Festival de Berlim homenageia Willem Dafoe

A 68ª edição do Festival Internacional de Cinema de Berlim (15-24 de fevereiro) vai homenagear este ano o ator Willem Dafoe, entregando-lhe o Urso de Ouro honorário em reconhecimento à sua carreira. Para acompanhar a cerimónia de entrega do prémio, será exibido O Caçador: Último Tigre da Tasmânia (2011)

"Willem Dafoe é um amigo próximo do festival e tem sido um convidado na Berlinale no passado no âmbito da exibições de filmes e até mesmo como membro do Júri Internacional em 2007", comentou o diretor do festival Dieter Kosslick. "Estou realmente ansioso para recebê-lo para a edição de 2018 do festival como convidado de honra e reconhecer a sua vida com o Urso de Ouro Honorário".

Nascido em Appleton, Wisconsin, EUA, Willem Dafoe começou a estudar o teatro aos 17 anos de idade. Em 1977,  foi um dos membros fundadores do conjunto teatral de Nova York "The Wooster Group". Além de suas atividades no palco, Dafoe começou cada vez mais a chamar sua atenção para o trabalho de cinema a partir do início da década de 1980, primeiramente no primeiro filme de Kathryn Bigelow, The Loveless (1981), e mais tarde em Estrada de Fogo (1984) de Walter Hill. Seguiram-se trabalhos com William Friedkin, Viver E Morrer em Los Angeles (1985), e Platoon (1986), de Oliver Stone - interpretação que lhe valeu uma nomeação aos Óscar.


Platoon e A Última Tentação de Cristo

Dois anos mais tarde, Martin Scorsese escolheu-o para ser Jesus Cristo em A Última Tentação de Cristo (1988), enquanto Alan Parker colocou-o lado a lado com Gene Hackman no drama Mississípi em Chamas (1988). No filme, Dafoe interpreta um jovem agente do FBI que luta contra o racismo e o Ku Klux Klan.

Nascido a 4 de Julho (1989), Um Coração Selvagem (1990), Tão Longe, Tão Perto (1992), O Paciente Inglês (1996), eXistenZ (1998) e A Sombra do Vampiro (2000) cimentaram uma carreira eclética reservada a personagens muito peculiares. 


Um Coração Selvagem e eXistenZ

Já na década de 2000, Dafoe trabalhou com cineastas como Paul Schrader (Auto Focus), Wes Anderson (A Vida Aquática de Steve Zissou), Sam Raimi (saga Homem-Aranha) e Lars von Trier (Manderlay; O Anticristo). Mais recentemente, ele "visitou o fim do mundo" (4:44 Último Dia na Terra) e foi Pasolini (no filme homónimo) para Abel Ferrara, voltou a trabalhar Von Trier (Ninfomaníaca), Anderson (Grand Budapest Hotel) e Schrader (Como Cães Selvagens). No ano passado, foi um dos passageiros de Crime no Expresso Oriente, de  Kenneth Branagh.


Florida Project

Nomeado este ano aos Oscars pela sua participação em The Florida Project, Dafoe tem na sua agenda trabalhar brevemente com Julian Schnabel (At Eternity's Gate), James Wan (Aquaman) e Edward Norton (Motherless Brooklyn).



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos