Menu
RSS


«Extortion» (Pesadelo em Férias) por Jorge Pereira

A morte dos videoclubes e o fracasso do Home Video em Portugal explica, parcialmente, porque um filme pobre como Extortion (Pesadelo em Férias) consegue estrear em sala, até porque estamos perante um thriller genérico mal executado e onde as maiores estrelas de serviço são atores secundários, facilmente enquadrados no chamado typecast de Hollywood: Barkhad Abdi (de Capitão Phillips), que aqui volta a ser uma espécie de Pirata (agora do Haiti), e Danny Glover, famoso na década de 80 e 90 por toda a saga Arma Mortífera, que aqui é um policia sério.

Kevin Riley (Eion Bailey) é um médico que, com a sua esposa Julie (Bethany Joy Lenz) e o filho (Mauricio Alemañy), parte para as Caraíbas para umas férias. Um dia, o trio segue num barco pela região, mas quando tencionam regressar a terra, e após alguns momentos de felicidade numa ilha deserta, não consegue, deixando-os à mercê do calor e da desidratação, na esperança que alguém os encontre. Esse alguém será um duo de pescadores, que embora os ajudem exigem uma recompensa choruda, fazendo da mulher e da criança "seus reféns".

Extortion é o típico filme onde a suspensão voluntária da descrença tem de ser maior que o habitual, até porque o filme leva-se sempre muito a sério numa estrutura de história à la Jason Bourne – a de um homem contra tudo e contra todos. O problema é que tudo por aqui é pobre e pouco credível, a começar nas interpretações, passando pela realização (na forma de telefilme), e por um argumento sem chama que segue os lugares comuns da visão "gringa" de outros locais do planeta.

Mas a cereja no topo do bolo é a tendência do cinema de Hollywood em vender que por amor vale tudo. Que para salvar quem amamos não interessa o perigo que colocamos os outros, ou que, para os fins vale qualquer tipo de meio, sendo assim aceitável provocar acidentes, assaltos e até a morte de terceiros. Já o recente Collide vendia essa "pomada" e Extortion faz o mesmo, tornando-se assim no seu conjunto um filme profundamente dispensável, quer no seu todo como nas suas partes...

 


Jorge Pereira 



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos