Menu
RSS


«Victoria» (Na Cama com Victoria) por Duarte Mata

Parece que os nossos amigos franceses descobriram recentemente a comédia, já que os vemos a gritar “obra-prima!" ao mínimo filme do género, num registo inclinado para o dito de auteur... Na Cama com Victória (tradução mais sensacionalista que honesta do Victoria original) vem coberto por uma áurea de superabundância de referências. É ouvi-los a falar de Woody Allen, Billy Wilder ou Blake Edwards (vá lá, não se lembraram do Jerry Lewis), como se fosse a chegada miraculosa do cinema americano de outrora às terras francófonas do presente, quase como se menosprezassem o forte legado de que também são portadores

A intriga gira em torno de uma advogada que se vê na defesa de um caso de violação e cuja única testemunha é um dálmata. Simultaneamente, a protagonista inicia uma relação amorosa com um estagiário adolescente. A ideia parece vinda de um surrealismo Felliniano e com uma dose apropriada para o innuendo, mas não é isso que interessa à realizadora Justine Triet, não havendo nem as neuroses pessimistas de Allen, nem a fisicalidade burlesca de Edwards. Há, isso sim, aquela ternura e empatia pela imperfeição emocional das personagens centrais de, digamos, um James L. Brooks, que também trocava “o riso” em momentos-chave para deixar os seus filmes respirar nas relações afetivas que se formavam a custo entre elas, numa sobriedade e maturidade raras dentro do género da comédia romântica.

A cineasta foca-se então na psicologia da personagem epónima (interpretada impecavelmente por Virginie Efira) com necessidade de se refugiar no sexo devido à pressão profissional que o ex-marido lhe causa pela difamação que provoca à sua carreira. E fá-lo através de uma mise-en-scène mais trabalhada do que seria de esperar num filme “popular” (ótimos planos de conjunto com uma estimável noção de simetria na sua composição), associado a um ritmo que nunca tropeça nem trai o filme.

Mas, no final, sentimos que apesar de bem executado, trata-se de um projeto superficial, com pouco ou nada a acrescentar sobre obras semelhantes do mesmo tema. Culpamos talvez o argumento por nem se prestar o suficiente à comédia nem conseguir explorar as relações humanas entre o par central tão a fundo como poderia. E é isso que não permite as comparações com alguns dos cineastas anteriores que por vezes conseguiam ter ambas estas caraterísticas impecavelmente explicitadas num mesmo filme. Chegamos assim à conclusão que, mesmo que não seja mau (não é), simpatiza-se mais do que se gosta verdadeiramente.

O melhor: A mise-en-scène e a interpretação de Efira

O pior: A superficialidade do argumento.

Duarte Mata



Deixe um comentário

voltar ao topo

Atenção! Este website usa Cookies.

Ao navegar no website estará a consentir a sua utilização. Saber mais

Entendi

Os Cookies

Utilizamos cookies para armazenar informação, tais como as suas preferências pessoais quando visitam o nosso website. Os cookies são pequenos ficheiros de texto que um site, quando visitado, coloca no computador do utilizador ou no seu dispositivo móvel, através do navegador de internet (browser). 

Você tem o poder de desligar os seus cookies, nas configurações do seu browser, ou efetuando alterações nas ferramentas de programas AntiVirus. No entanto, isso poderá alterar a forma como interage com o nosso website, ou outros websites.

 Tipo de cookies que poderás encontrar no c7nema?

Cookies estritamente necessários : Permitem que navegue no website e utilize as suas aplicações, bem como aceder a eventuais áreas seguras do website. Sem estes cookies, alguns serviços que pretende podem não ser prestados.

Cookies analíticos (exemplo: contagem de visitantes e que páginas preferem): São utilizados anonimamente para efeitos de criação e análise de estatísticas, no sentido de melhorar o funcionamento do website.

Cookies funcionais

Guardam as preferências do utilizador relativamente à utilização do site, de forma que não seja necessário voltar a configurar o website cada vez que o visita.

Cookies de terceiros

Medem o sucesso de aplicações e a eficácia da publicidade de terceiros. Podem também ser utilizados no sentido de personalizar widgets com dados do utilizador.

Cookies de publicidade

Direcionam a publicidade em função dos interesses de cada utilizador. Limitam a quantidade de vezes que vê o anúncio, ajudando a medir a eficácia da publicidade e o sucesso da organização do website.

Para mais detalhes visite http://www.allaboutcookies.org/

Secções

Quem Somos

Segue-nos

Contactos