Menu
RSS

 



Ridley Scott não avisou Kevin Spacey que ele seria substituído em «Todo o Dinheiro do Mundo»

 

Em declarações ao New York Times, o realizador Ridley Scott admitiu que não informou Kevin Spacey que este já não surgiria no filme All The Money in The World (Todo o Dinheiro do Mundo).

Segundo Scott, Spacey nunca falou com ele ou deu qualquer tipo de explicações depois de ser acusado publicamente de assédio e agressão sexual por diversos homens: «Um telefonema teria sido bom», disse Scott, acrescentando que o facto de Spacey não lhe ter dito nada levou-o a ficar «desapontado» e posteriormente «furioso».

 
Plummer e Scott

O artigo do NYT mostra também a sucessão dos eventos que levaram à decisão de substituir Spacey, uma decisão que custou 10 milhões adicionais ao orçamento, sendo refilmadas 22 cenas do filme com Christopher Plummer no seu lugar.

Recorde-se que Spacey foi acusado por mais de 30 pessoas, incluindo 16 funcionários do Old Vic, teatro em Londres onde Spacey atuou como diretor artístico por 11 anos.

Em All The Money In The World acompanhamos o famoso sequestro de John Paul Getty III e as tentativas desesperadas da sua mãe, a ex-atriz Gail Harris, para conseguir que o avô do rapaz pagasse o resgate. O caso ficou famoso porque inicialmente o avô do jovem raptado, John Paul Getty Sr, considerado o homem mais rico do mundo, recusou-se a pagar aos raptores. John Paul Getty III foi sequestrado aos 16 anos em Itália, tendo sido libertado cinco meses mais tarde, depois dos sequestradores enviarem à imprensa uma das suas orelhas para obrigar a família a acelerar o pagamento do resgate.

Para além de Plummer como J. Paul Getty, Michelle Williams e Mark Wahlberg fazem também parte do elenco.

All The Money In The World estreia em Portugal em fevereiro.



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos