Menu
RSS

Os Queen vão atuar nos Oscars®

Os Queen vão atuar na cerimónia dos Oscars, no próximo dia 24 de fevereiro. O anúncio foi feito pela AMPAS no Twitter.

Com o sucesso de Bohemian Rhapsody nos cinemas, com cerca de 854 milhões de dólares conquistados [€755M] esperava-se que a banda marcasse presença. Assim, subirão ao palco o guitarrista Brian May, o baterista Roger Taylor e a estrela de "American Idol", Adam Lambert.

Recorde-se que Bohemian Rhapsody está nomeado a cinco Oscars, inluíndo o de melhor filme e de melhor (Rami Malek).

Carnaval de Nice celebra o cinema e Harvey Weinstein não é esquecido

 

Estamos já no período carnavalesco e um pouco por todo o mundo celebra-se o evento. Se o Brasil é o rei dos festejos e em Portugal locais como Torres Vedras, Ovar e Loulé são famosos pelo seu Carnaval, em França a cidade de Nice parece querer ganhar cada vez mais adeptos. E se Cannes é conhecido como a meca do cinema, Nice, a apenas 33 km de distância - colocou o Cinema e "os seus reis" em grande destaque este ano.

Assim, no evento que começou a ser celebrado no passado dia 16 de fevereiro foi possível ver no corso carnavalesco enormes figuras alusivas a grandes nomes da 7ª arte, como Charlie Chaplin, Jean-Paul Belmondo, Louis de Funès, o Capitão América e a Mulher Maravilha. Porém, uma das estátuas é particularmente satírica e deu que falar: a de Harvey Weinstein.

Embed from Getty Images

Um ano após a carreira e a vida pessoal do produtor de Hollywood entraram em colapso, após ter sido acusado por cerca de 100 mulheres de agressão sexual ou violação, um boneco gigante de Weinstein ganhou forma no Carnaval. "Ele está cercado por Oscars, que não disseram nada, não viram nada, não ouviram nada [sobre os seus abusos]. A estátua representa e simboliza o silêncio do mundo do cinema em torno deste caso de Weinstein", explicou o caricaturista Kristian ao Le Figaro.

Caricaturista na imprensa, especialmente para o Nice-Matin, Kristian trabalhou em cerca de quarenta carros alegóricos nos últimos 20 anos. Ao jornal francês ele explicou que o conceito de trazer Weinstein até Nice é "suficientemente internacional e simples para se entender, para que todos possam ouvir e ver a mensagem". Nesse carro alegórico, não falta a inscrição a dizer #MeToo.

Naturalmente, Weinstein e outros nomes ligados ao cinema são acompanhados nos desfiles por outras estátuas de cariz mais político, com o presidente francês Emmanuel Macron e Donald Trump naturalmente em destaque, todos trabalhados em modo IT, ou Vladimir Putin a pegar ao colo em Gérard Depardieu.

Embed from Getty Images

 

França: tribunal permite estreia de filme sobre pedofilia na Igreja Católica

Grâce à Dieu, o novo filme de François Ozon sobre o caso do padre Bernard Preynat, acusado em 2016 de ter abusado sexualmente de mais de 70 jovens escuteiros entre 1986 e 1991, vai mesmo estrear a 20 de fevereiro em França.

Recorde-se que Preynat será julgado este ano e o seu advogado, Frédéric Doyez, pretendia que a estreia do filme em França fosse adiada para não prejudicar a "presunção de inocência" do seu cliente. "O objetivo do meu pedido é que ele estreie depois do julgamento", disse Doyez à imprensa gaulesa no final do ano passado.

O tribunal deu assim razão à distribuidora, a Mars Films. De acordo com o tribunal, avança o Le Monde,  o juiz considerou que o pedido de adiamento "não é proporcional" nem viola a presunção de inocência do padre.

Vencedor do Urso de Prata em Berlim, Grâce à Dieu é descrito pelo seu realizador como "um retrato dos homens abusados, como eles viviam com os seus traumas, como eles decidiram falar palavra e quais as repercursões familiares e sociais sociais. Este filme é realmente contado do ponto de vista das vítimas ".

Melvil Poupaud, Denis Menochet e Swann Arlaud fazem parte do elenco.

Argumentistas norte-americanos escolhem os melhores e baralham as contas para os Oscars®

 

Foram divulgados os vencedores dos prémios anuais da Writers Guild of America (Guilda dos argumentistas norte-americanos) e se estavamos à espera que algum filme saísse reforçado ou mais favorito aos Oscars, tudo ficou mais confuso e imprevisível para o próximo dia 24 fevereiro.

Can You Ever Forgive Me?, escrito por Nicole Holofcener e Jeff Whitty, ganhou na categoria de melhor argumento adaptado, enquanto Eighth Grade, escrito por Bo Burnham, que não está sequer nomeado aos Oscars®, ganhou o prémio de melhor argumento original. 

Na TV, The Handmaid’s Tale (vencedor do ano passado) perdeu na categoria de drama para The Americans, enquanto The Marvelous Mrs. Maisel ganhou nas comédias. Uma nota ainda para o duplo triunfo de  Barry, como melhor nova série e melhor episódio de comédia. 

Aqui ficam os nomeados/vencedor

Cinema 

Argumento Adaptado:

BlacKkKlansman
Black Panther
Can You Ever Forgive Me?
If Beale Street Could Talk
A Star Is Born 

Argumento Original

Eighth Grade
Green Book
A Quiet Place
Roma
Vice 

Documentário

Bathtubs Over Broadway
Fahrenheit 11/9
Generation Wealth
In Search of Greatness

 

 

TV

Drama

The Americans
Better Call Saul
The Crown
The Handmaid’s Tale
Succession 

Comédia

Atlanta
Barry
GLOW
The Good Place
The Marvelous Mrs. Maisel 

Novas Séries 

Barry
The Haunting of Hill House
Homecoming
Pose
Succession 

Melhor Minissérie ou Telefilme Original 

Castle Rock
My Dinner with Hervé
Paterno 

Melhor Minissérie ou Telefilme Adaptado 

The Assassination of Gianni Versace: American Crime Story
The Looming Tower
Maniac
Sharp Objects 

Animação

“Bart’s Not Dead” (The Simpsons)
“Boywatch” (Bob’s Burgers)
“Just One of the Boyz 4 Now for Now” (Bob’s Burgers)
“Krusty the Clown” (The Simpsons)
“Mo Mommy Mo Problems” (Bob’s Burgers)
“Send in Stewie, Please” (Family Guy) 

Melhor Episódio de Drama 

“Camelot” (Narcos: Mexico)
“The Car” (This Is Us)
“Episode 407” (The Affair)
“First Blood” (The Handmaid’s Tale)
“Paean To The People” (Homeland)
“The Precious Blood of Jesus” (Ozark) 

Melhor Episódio de Comédia 

“Another Place” (Forever)
“Chapter One: Make Your Mark” (Barry)
“Halibut!” (Santa Clarita Diet)
“Kimmy and the Beest!” (Unbreakable Kimmy Schmidt)
“Pilot” (The Kids Are Alright)
“Who Knows Better Than I” (Orange Is the New Black)

Contactos

Quem Somos

Segue-nos