Menu
RSS


Oscars®: 10 estatísticas interessantes

É tempo de rever o que este dia de nomeações nos trouxe em termos de estatísticas mais peculiares: 

1. Esta é a primeira nomeação de Viggo Mortensen sem que precise de mostrar o seu pénis num filme. O ator tinha sido anteriormente nomeado por Eastern Promises e Captain Fantastic. É também a primeira vez que Mortensen não é o único representante do filme pelo qual tinha sido nomeado. 

 


2. Será Emily Blunt a atriz mais azarada no historial das nomeações aos prémios da Academia de Hollywood, superando até Cameron Diaz (There's Something About Mary, Being John Malkovich, Vanilla Sky, Gangs of New York)? Talvez. Mas o mais curioso é esta ser a terceira vez que perde a nomeação para uma mexicana sem qualquer experiência prévia em Hollywood. Primeiro foi Adriana Barraza em 2007 (Babel), quando Blunt concorria por The Devil Wears Prada (nomeação aos BAFTA e aos Globos de Ouro). Agora foi uma dose dupla, a barrar os seus dois desempenhos nomeados ao Screen Actors Guild (Mary Poppins Returns e A Quiet Place): Yalitzia Aparicio e Marina de Tavira, ambas por Roma de Alfonso Cuáron. 

 


3. Yalitza Aparicio torna-se a primeira mulher indígena a ser nomeada para o Oscar de Melhor Atriz. 

 


4. Marina de Tavira torna-se a primeira mulher este século - e desde o desenvolvimento de todo o tipo de prémios de círculos da crítica, portanto - a ser nomeada ao Oscar sem qualquer precursor, quer da crítica, quer da indústria. Nada mesmo, o que é estranho sobretudo dado o carácter "favorito da crítica" de Cuáron. Assim se prova que: a) as regras foram para ser quebradas; b) nunca subestimar um filme favorito à vitória principal. 

 


5. Esta é a terceira vez que Christian Bale e Amy Adams são nomeados pelo mesmo filme (Vice). As outras duas nomeações conjuntas tinham ocorrido por The Fighter e American Hustle, ambos filmes de David O. Russell.

 


 6. Black Panther torna-se no primeiro filme de super-heróis nomeado para Melhor Filme. 

 


 7. Mirai é o primeiro filme de animação do Japão a ser nomeado para Filme Estrangeiro sem ter sido produzido pelo Studio Ghibli. 

 


8. Glenn Close é até ao momento a atriz viva mais vezes nomeada ao Oscar (7 vezes) sem vencer. Será que atriz consegue quebrar esta estatística este ano com The Wife

 


9. Nadine Labaki é a primeira mulher árabe a ter um filme nomeado para Melhor Filme Estrangeiro com Capernaum (Líbano). 

 


10. Sam Rockwell é o primeiro ator nomeado por interpretar um Presidente dos Estados Unidos ainda vivo - George W. Bush em Vice.

 



Deixe um comentário

voltar ao topo

Contactos

Quem Somos

Segue-nos